Ambiente e cultura convivem em Serralves

A Fundação de Serralves, no Porto, não se preocupa apenas com a cultura. O ambiente é outra prioridade da instituição e o edifício projectado por Siza Vieira, jardins e toda a área envolvente revelam esse cuidado. A instalação de painéis solares é o próximo passo.

http://static.panoramio.com/photos/original/50321954.jpg

Segundo apurámos, a instalação está prevista para o próximo ano, em vários locais de Serralves. A ideia surgiu, o arquitecto Siza Vieira – autor do projecto do museu – já foi consultado sobre a questão (concretamente, acerca dos locais exactos onde instalar os painéis) e brevemente o projecto avançará.

A implementação do processo de compostagem, no sentido de poder ser ali criado o próprio adubo a utilizar nos jardins, é outra das propostas em estudo.

Até porque a génese da Fundação de Serralves é clara: “tem como missão sensibilizar o público para a arte contemporânea e o ambiente, através do Museu de Arte Contemporânea como centro pluridisciplinar, do parque como património natural vocacionado para a educação e animação ambientais”.

Odete Patrício, directora-geral da instituição, relembra essas preocupações, garantindo que Serralves tudo tem feito para que o ambiente seja, na prática, uma das principais prioridades. E aponta o caso do programa “Serralves sustentável”, que visa “a promoção de comportamentos ambientalmente responsáveis de instituições e empresas, fazendo recurso de acções, iniciativas e técnicas de sensibilização e informação”.

in Jornal de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.