Elevado número de aves desencadeia propostas para novo aeroporto

A Associação de Pilotos Portugueses demonstrou preocupação com o novo aeroporto no Montijo por causa do grande número de aves que o rodeiam, o que poderá obrigar ao encerramento do mesmo com grande frequência.

O Ministro do Ambiente comunicou esta sexta-feira que só depois de se fazer um estudo sobre o impacto ambiental do aeroporto no Montijo é que se pode propor uma minimização de impactos.

“Não há nenhuma proposta da Agência Portuguesa do Ambiente (…). Não há sequer um estudo de impacto ambiental. E, portanto, só quando o estudo de impacto ambiental chegar é que o Ministério do Ambiente se pode pronunciar e fazer um conjunto de propostas de minimização de impactos, se for o caso”, concluiu.

João Matos Fernandes salientou ainda que o ministério está há espera que o promotor do projeto entregue o estudo de impacto ambiental à Agência Portuguesa do Ambiente.

A TSF avança ainda que a Associação de Pilotos Portugueses de Linha Aérea teme que devido ao extenso número de aves que rodeiam a zona onde se situará o novo aeroporto, este tenha que fechar com muita frequência. O estudo existente, feito pela Ana-Aeroportos terá que ser reformulado pois tem em falta uma análise da população de aves no perímetro, sendo que algumas delas, estão protegidas pela Reserva Natural do Estuário do Tejo.

Artigo adaptado de uma notícia publicada no Diário de Notícias a 12 de Outubro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.